quarta-feira, 22 de junho de 2011

RACIONALIZAÇÃO E RACIONALIDADE

Racionalização indica razão e esta relacionado contra o desperdício de tempo, de material, de dinheiro e do próprio esforço humano.

Este conceito teve sua origem nas teorias de René Descartes que lançou a idéia do raciocínio lógico, através do Método Cartesiano, empregado operacionalmente por Frederick W. Taylor, com sentido analítico, lógico e racional, isto é, sem interferência da parte emocional do homem nas decisões administrativas.
O modelo administrativo mais utilizado e eficiente na racionalização é a simplificação do processo e do método de trabalho e constitui-se na principal técnica para eliminar o desnecessário.
Enquanto a racionalização sinaliza a ação de racionalizar, de simplificar, de empregar a razão, a lógica e a ciência na organização do processo produtivo, a racionalidade indica uma situação, uma condição situacional. Por exemplo, a racionalidade burocrática significa o emprego adequado das características da organização burocrática. A racionalidade tecnológica é o emprego adequado da tecnologia adequada. A racionalidade administrativa é o desempenho da administração pelo emprego da norma, da competência, da ausência de favorecimento, de apadrinhamento de decisões emocionais, do jeitinho, da improvisação.
Assim, racionalizar é eliminar tudo aquilo que não agrega valor à organização, aos produtos e aos serviços. Pode ser considerado como toda ação que reduz custos e despesas e aumenta a produtividade do homem e da estrutura empresarial.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário